SÉRIE "UM TOQUE NA LÍNGUA" - EM FORMATO TEXTO NARRATIVO

Esta série é composta de 16 pequenas lições, contendo "dicas" e orientações gramaticais, as quais são apresentadas por meio de um formato bem mais leve e agradável, que se traduz em diálogos fictícios entre "um tal professor Edu" e jovens estudantes, tanto das escolas em que leciona quanto vizinhos do prédio onde reside e que vivem interrogando-o (muitas vezes nas situações mais inusitadas e embaraçosas) sobre as mais diversas questões de Língua Portuguesa. Tudo se passa numa linguagem bem coloquial e num clima de muita descontração e bom humor.


ÍNDICE DAS LIÇÕES

LIÇÃO01: EMPREGO DE SS

LIÇÃO02: EMPREGO DE Ç

LIÇÃO03: DIFERENÇA ENTRE AONDE, ONDE E DONDE -
VARIAÇÃO DO DITONGO OU PARA OI

LIÇÃO04: DIFERENÇA ENTRE DESPERCEBIDO/DESAPERCEBIDO -
AO INVÉS DE/EM VEZ DE - A FIM/AFIM - EMPREGO DO PREFIXO -DIS

LIÇÃO05: AINDA SOBRE DESPERCEBIDO/DESAPERCEBIDO -
ESTÓRIA OU HISTÓRIA? ORIGEM DE "CARACA"

LIÇÃO06: SOBRE A GRAFIA CORRETA DE ALGUMAS PALAVRAS

LIÇÃO07: PALAVRAS QUE SE ACONSELHA EMPREGAR SEMPRE NO PLURAL
E PALAVRAS QUE MUDAM DE SIGNIFICADO QUANDO PASSAM DO SINGULAR PARA O PLURAL

LIÇÃO08: CASOS DE EMPREGO DO "PORQUE" (1ª PARTE) -
DIFERENÇAS ENTRE EMINENTE/IMINENTE, EMINÊNCIA/IMINÊNCIA

LIÇÃO09: CASOS DE EMPREGO DO "PORQUE" (2ª PARTE)

LIÇÃO10: QUANDO USAR "AO ENCONTRO DE" OU "DE ENCONTRO A" -
"À MEDIDA QUE" OU "NA MEDIDA EM QUE" -
"A CERCA DE", "ACERCA DE", "HÁ CERCA DE", "CERCA DE" -
"AO AGUARDO DE" OU "NO AGUARDO DE"?

LIÇÃO11: DIFERENÇA ENTRE "EMBAIXO" E "EM BAIXO" -
EXISTE "ESTEJE" E "SEJE"? -
E UM "TOQUE" IMPORTANTE SOBRE O PRESENTE DO SUBJUNTIVO

LIÇÃO12: EMPREGO CORRETO DA REGÊNCIA DO VERBO PREFERIR -
NACIONALIDADE: BRASILEIRA OU BRASILEIRO?

LIÇÃO13: EMPREGO DOS SUFIXOS -ÊS E - ESA -
EMPREGO DO S -
QUANDO EMPREGAR "ENTRE" OU "DENTRE"

LIÇÃO14: DIFERENÇA ENTRE INFLINGIR/INFRINGIR -
PALAVRAS QUE DEVEM SER GRAFADAS COM J

LIÇÃO15: EMPREGO DO CH E DO X

LIÇÃO16: EMPREGO DO Z E DOS SUFIXOS -EZ E -EZA


Bons estudos e ótimas leituras!

Prof. Eduardo Fernandes Paes


"A competência para grafar corretamente as palavras está diretamente ligada ao contato íntimo com essas mesmas palavras. Isso significa que a frequência do uso é que acaba trazendo a memorização da grafia correta. Além disso, deve-se criar o hábito de esclarecer as dúvidas com as necessárias consultas ao dicionário. Trata-se de um processo constante, que produz resultados a longo prazo."

(Pasquale Cipro Neto & Ulisses Infante, Gramática da Língua Portuguesa)


LEMBRETES IMPORTANTES AOS DEFICIENTES VISUAIS:

1. PROCURE LER TAMBÉM EM BRAILLE, ELE O AJUDARÁ A FIXAR MELHOR A GRAFIA DAS PALAVRAS.


2. PASSE SEMPRE O CORRETOR ORTOGRÁFICO DE SEU EDITOR DE TEXTOS ANTES DE ENVIAR SEUS E-MAILS OU PUBLICAR SUAS MENSAGENS NAS PLATAFORMAS DA INTERNET.


Bons estudos e ótimas leituras!

Estude e informe-se em:

NOSSA LÍNGUA_NOSSA PÁTRIA - Um sítio a serviço da Língua Portuguesa, da Educação e da Literatura Brasileira.

Acesse: www.nlnp.net

E-Mail: nlnp@nlnp.net

Professor responsável: Eduardo Fernandes Paes - Rio de Janeiro, RJ


"Ensinar é um exercício de imortalidade. De alguma forma, continuamos a viver naqueles cujos olhos aprenderam a ver o mundo pela magia da nossa palavra. O Professor, assim, não morre jamais..." - Rubem Alves


VOLTAR À PÁGINA ANTERIOR

VOLTAR À PÁGINA PRINCIPAL